ESPAÇO AÉREO

A Sra. Sayuri Baez, presidente da CBPM – Confederação Brasileira de Paramotores, deu entrada no pedido do NOTAM, documento necessário para a realização do 7º Campeonato Brasileiro de Paramotor e Paratrike, que será realizado na cidade de Casa Branca, de 10 à 14 de julho deste ano.

O NOTAM significa “informação ao aeronavegante”. O documento contém todas as informações necessárias para que as operações áreas ocorram com segurança e eficiência, e é disponibilizado pelo Comando da Aeronáutica.

“No Brasil somente podemos voar em áreas previamente autorizadas pelos Orgãos de Controle do Espaço Aéreo, conforme determina o regulamento da ANAC (RBAC103)”, explica Sergio Massahito Kawakami, Diretor de Eventos da CBPM – Confederação Brasileira de Paramotores.

De acordo com Sergio Massahito Kawakami,  alguns dias antes da competição será expedido e publicado um comunicado oficial. “O comunicado avisará que no período do evento, o espaço aéreo será compartilhado, até 4 mil pés de altitude em relação ao mar em um raio determinado, com paramotores. Podemos usar o espaço do nascer do sol até o por do sol, já que nosso voo é visual e não voamos no período da noite”.

Em março o Departamento de Paramotor da ABUL, recebeu a autorização da Academia da Força Aérea, em Pirassununga, para a o compartilhamento parcial e especial do espaço aéreo durante a realização do Treinamento de Competição Clássica FAI, de Paramotor e Paratrike, que ocorreu de 13 à 17 de Março de 2019 no Aeródromo de Casa Branca – SP, com o piloto/instrutor francês Alexandre Mateos – atual Campeão Mundial e o Campeão italiano Raffaele Benetti.

“Para realização de uma competição precisamos ultrapassar várias etapas para que tudo ocorra dentro dos trâmites exigidos pela legislação e com segurança”, finaliza Sergio Massahito Kawakami.

 

Espaço aéreo autorizado pelo orgão de controle: