DIRETORIA TÉCNICA

Diretor de Competição: Rogério Martinati

Rogério Martinati está entre os pára-quedistas mais experientes do Brasil. Iniciou sua nova carreira com apenas 14 anos de idade, atualmente com 55 anos, considerado um dos mais antigos atletas em atividade no Brasil, e referência em organização técnica de eventos.

Durante vários anos participou de competições de formações de queda livre, especialmente em a modalidade FQL-4. A equipe do Blue Sky, que foi uma das fundadoras, manteve uma hegemonia por cerca de 7 anos, tendo representado o Brasil várias vezes em competições internacionais. Após sua extinção, Martinati continuou competindo em outras equipes, como a lendária “Tempestade no Deserto”, a primeira a ultrapassar a marca de dez pontos, e a equipe brasileira “Deland Action”, que representou o Brasil na Turquia. Air Games, em 1997.

Entre os títulos que conquistou como competidor, foi Campeão Brasileiro em mais de 20 vezes entre modalidades em formações de queda livre de 4 pessoas, 8 pessoas, e velocidade de 10, além de Campeão Latino Americano.

Martinati contribuiu decisivamente para o desenvolvimento do esporte, atuando como Diretor Técnico da Confederação Brasileira de Pára-quedistas. Na sua gestão foram criadas as atuais Normas de Segurança, Código do Esporte e a regulamentação da formação de estudantes, que permanece em uso em todo o território nacional. Seus trabalhos mais recentes foram a coordenação das mais recentes tentativas de romper os recordes brasileiros de grande formação, variando de 40 pessoas, 60, 65 e 103 pessoas, entre 1997 e 2015 e os registros sequenciais de 75-way -2 pontos e 38-way 4 points.

Um dos trabalhos mais importantes desenvolvidos por Martinati foi a coordenação de um grupo de 17 brasileiros, que junto com outros atletas de 39 nações participaram das tentativas de quebrar o recorde mundial de 300 pára-quedistas de queda livre em dezembro de 99, na Tailândia, e depois em 372 em 2004 no mesmo país. Em ambas as participações, sua equipe foi consagrada Recordista Mundial. Martinati tem seu foco em segurança e treinamento de equipes de excelência no esporte.

Seu jeito de trabalhar se distingue de outros ícones do esporte justamente pela grande experiência em trabalhar com equipes de alta performance, fato já demonstrado ao longo dos anos, e que lhe rendeu diversas palestras em congressos e grandes empresas, é fundamental para a organização de grandes formações em queda livre.

No Paramotor iniciou sua atividade esportiva como Piloto em 2014. Em 2017, devido a sua bagagem como competidor e sua liderança foi escolhida para ser Diretor de Competição do 1º Campeonato Brasileiro Modelo FAI, realizado em União da Vitória-PR. No ano seguinte, em 2018, foi escolhido para ser o “Team Leader” da seleção brasileira que estava representada no Campeonato Mundial de Paramotor FAI da Tailândia, ganhando experiência nesta modalidade.

Participou do treinamento de Competição Clássica FAI de Paramotor, que ocorreu de 13 à 17 de Março de 2019 no Aeródromo de Casa Branca – SP, com o piloto/instrutor francês Alexandre Mateos – atual Campeão Mundial e o Campeão italiano Raffaele Benetti.

Foi convocado novamente pela Confederação Brasileira de Paramotores – CBPM, para ser o Diretor de Competição no Campeonato Brasileiro de Paramotor e Paratrike – 2019.

 

STAFF DO EVENTO

 

Direção Geral do Evento             Sergio Kawakami

Diretor da Competição                 Rogério Martinati

Diretor de Arbitragem                        Ricardo Baccarelli

Apuração e Informática                      Zenilson Rocha

Chefe de Segurança de Voo                Alexandre Crippa

Juízes de Prova                                     Fernando Pinho, Diego Rendeiro e Walmir Almeida de Lima

Equipamentos de Prova                     Roni Purper